Incêndio

large (3)

Ao ler esse texto, ouça “Como Eu Quero” – Kid Abelha.

  Você é insistente e isso me irrita, tipo, muito. Porque se eu digo não, é não. Essa de persistir em mim só vai te levar a conseguir o que quer: eu. E eu resisto enquanto posso. Faço-te de gato e sapato, brinco de Mulher Maravilha, te desprezo sem dó nem piedade. Ajoelha, beija meu pé, dá a patinha. Não que eu seja insuportavelmente dominadora. Apenas adoro assistir sua decadência e saber que sou eu o motivo dela. Saber que o cara mais conquistador cai aos meus pés, enquanto eu dou de ombros, me arranca boas risadas. Porque, meu bem, se eu sou a única coisa que você quer e não pode ter, eu quero, por um bom tempo, continuar sendo. Não que eu torça contra. Preciso continuar me mantendo no posto de “uma das coisas que você mais quer”, entende? Se é capricho, dane-se. Eu não sou o seu?

Você é gasolina. Altamente inflamável. Eu sou pólvora. Nós dois, juntos, representamos nada mais, nada menos que um grande perigo. Então, deixe-me quieta. Afaste-se de mim. Desiste, vai. É bem mais aceitável ouvir que você desistiu a ter de assumir que eu não resisto, que eu quero e não é pouco. Capricho por capricho, que vença o meu. Pois, se te conheço bem, assim que eu me render, seu sonho de consumo passará a ser outro e eu não abro mão de ter esse título.

Eu te odeio e não faço a menor questão de esconder. Você me causa ódio e desejo, na mesma proporção. Então, cai fora. Saia espalhando que eu sou muito difícil e que, mesmo você fazendo tudo que estava ao seu alcance, eu não dei a mínima. Ou simplesmente saia, em silêncio. Só não queira saber o perigo que somos juntos. Só não queira imaginar o incêndio que causaríamos. Meu medo não é o incêndio, é virarmos cinzas. Deixa pra lá. Deixe-me.

Nas nuvens do nosso edredom

large (19)

Amanhã, quando eu acordar, esteja aqui na minha cama, como se nunca tivesse estado em outro lugar. Continue adormecido, deixe-me admirar seu jeitinho de bebê para dormir. Deixa eu te fazer cafuné e esfregar minha pele de seda na sua barba por fazer e, se acordar, permaneça de olhos fechados, fingindo não saber que está sendo cuidado. Dê um pulo, me assuste e me sufoque com beijos, me faça desistir da praia, do shopping, do salão às duas, para continuar aqui.

Uma hora é pouco para eu entender o que aconteceu, eu sei. Nem esses meses me fizeram compreender. Ok, eu fico. Há muita coisa para entender ou desentender de vez.

“Só precisava provar para mim mesmo que eu não sei viver sem você. E consegui. Porque, caso contrário, eu não estaria aqui. Precisava mostrar que não era apenas impressão minha que você é a mulher da minha vida e que nenhuma outra vai conseguir unir tanta pureza, sensualidade, um pouco de Lispector e Madonna, de doçura e essa pose de brava e corajosa que nem as mulheres de 30 têm. Precisava notar que garota alguma conhece a riqueza que há em Leminski, nem saberá deslizar a ponta da caneta no papel e encantar, escrever, compor, descrever, decompor um amor e recompor uma canção, como você.

 E mais que qualquer outra coisa: eu precisava saber se essa moça tão solta, tão dona de si mesma, tão leve, mesmo nascendo para ser livre, ia querer voar ao meu lado. E isso, eu descobri a cada texto dramático no blog, a cada indireta nas redes sociais e a cada música de recém solteira que você postava. Eu fiz falta, eu sei. Voa comigo, porque essa história de ter os pés no chão não está com nada.”

Entender é o exercício de esperar que as coisas se expliquem. E o amor, ah o amor! Esse é inexplicável. A partir de hoje, substituo a palavra “andar” por “flutuar”.

Senhorita Frieza

dkcj, z

Eu sei que pareço fria. Fria não, uma pedra de gelo. Mas esse é o único jeito que encontrei para te manter distante de mim. Que fique claro: isso não é um pedido de desculpa. Não tem por que me desculpar. Por mais que não pareça e que você não esteja nem um pouco interessado em saber, eu tenho minhas razões. Eu sei que, na verdade, nada disso te importa ou te preocupa. Eu sei que você não está nem aí para o que eu faço ou deixo de fazer, eu sei. Não me iludo, não me persuado a acreditar nas minhas próprias fantasias. De qualquer forma, deixa eu te contar: eu estou agindo assim, porque eu quero te esquecer. Te quero longe. Ou melhor, te quero perto, junto a mim, coladinho, mas como não é isso que você quer, optei pela distância. É mais fácil. É menos difícil.

É melhor te ignorar e agir como se não estivesse te vendo, a ir aí e te agarrar, roubar um beijo seu na frente de todo mundo. Porque é isso que eu tenho vontade de fazer. Como você conseguiu fazer isso comigo, garoto? Era só um beijo, sem compromisso, lembra? Você conseguiu cumprir sua parte, eu não. Eu me apaixonei, droga. Putz, eu me apaixonei por você. De verdade. Fiquei viciada na sua boca, então, como não desejá-la quando te vejo? Pois é, eu estou conseguindo. Fingindo não te ver e não me importar com a sua presença. Posso até ousar, dizendo que realmente não me importo muito com sua presença. É a sua ausência que me corrói, me parte ao meio, me dilacera.

Eu vou continuar levando as coisas assim: se você não vem, eu também não vou. Se você não fala, eu menos ainda. Agora, se você vier, eu te abraço, te agarro e não te deixo sair nunca mais. Quem sabe um dia eu crio coragem e, como uma criança, faço manha, bato o pé e digo que te quero até te ter? É porque eu ainda estou esperando as coisas acontecerem naturalmente. Quem sabe eu não consiga me convencer que você não vale a minha espera? Tempo. Foi isso que você disse que ia nos responder, né? Parece que ele está trazendo mais perguntas ainda. Enquanto isso, me mantenho distante. Enquanto eu não aprendi a resistir a nós dois.

Fotos para inspirar (especial de Dia dos Namorados)

Hello girls!

 Estamos começando mais uma semana e essa não é uma semana qualquer, porque na quarta-feira comemoramos o Dia dos Namorados aqui no Brasil. Como boa romântica que sou, selecionei fotos lindas e super fofas para deixar o amor no ar.

large (1)

large (2)

large (3)

large (4)

large (5)

large (6)

large (7)

large (8)

large (9)

large (10)

large

large

oo

tumblr_mf9x2rdiFz1r7xatro1_r1_1280_large

tumblr_mjur7a2pSC1qeq0d5o1_500_large

 Muito amor a todas nós, não só essa semana, mas sempre, para sempre!

#beijocomglitter

Bia Brandão.

Já parou para pensar?

Imagem

 

 Ei, já parou para pensar que não é só você que a acha linda? Não, não é. Assim como você, outros caras param para vê-la passar. Há uns que são tão bons com palavras quanto você. E se a convencerem primeiro? Não é só você que a elogia, que manda mensagem pela manhã, que deseja a sua companhia. Tem uma lista extensa de garotos querendo ocupar o posto de príncipe dela.

 É que ela não precisa falar. Não vê necessidade de se gabar pela sua beleza, pela sua educação e delicadeza. Sua discrição não permite que ela saia por aí dizendo que seu coração está sendo disputado. E além de você, há muitos outros pedindo uma chance. Outros mais bonitos, mais gentis, mais engraçados… Aqueles que prometem fidelidade e amor eterno? Ela tem ao seu dispor. 

 E não é que ela seja uma deusa grega, nem a mais fina lady. É que, simplesmente, ela é ela. Sem precisar ser exageradamente sensual, é apenas feminina, doce, decidida. E tudo o que você diz, outros caras disseram e têm dito.

 E não se espante se, qualquer hora, ela aparecer numa festa ao lado de seu novo namorado. É sinal de que alguém foi mais sortudo que você. Que alguém conquistou-a com sinceridade, sem artifícios. E aí, já vai ser tarde demais. Ela continuará desfilando por aí, enquanto você se lamentará por tê-la deixado escapar.

Fotos para inspirar

Olá gente bonita! 🙂

 Não pude postar as fotos do We Heart It ontem, porque dediquei minha segunda-feira a malhar intensamente. E vocês já sabem como é, né? Voltei super cansada, sem a menor disposição e toda dolorida.

 Mas como eu amo me inspirar através de fotos, e sei que você também, escolhi imagens relacionadas à Páscoa, moda e amor!

73e23708811411e283fe22000a1faeaf_7_large

2013_0319_TP_Blog_EasterDIY_FInal_large

482361_10151503190551676_1765557949_n_large

541536_159351410886211_32658716_n_large

562607_628706983812557_1595349695_n_large

b62cf95821af73510b43c3690ad5a771_large

DSC_0509_large

tumblr_lnu02uySgV1qbih6so1_500_large

tumblr_m39rs2nRDG1r2awgao1_500_large

tumblr_mateq5adxs1rc9poio1_500_large

216613_621000391259859_760899261_n_large

tumblr_mkahxzuNbz1s3dk98o1_500_large

 Aproveitando para desejar uma ótima semana a todos, agradecer por sempre acompanharem o blog e que vocês tenham uma excelente Páscoa!

#beijocomglitter

Bia Brandão.

Seus olhos azuis

olhos

 Você continua acordando todas as manhãs e abrindo os seus lindos olhos azuis. Porém não sou eu o motivo. Aquela velha história de que viveria cada dia pensando em mim, se foi. Mas você nunca me entenderá mesmo…

 Sei que não se lembrará mais da canção que fiz, da poesia que recitei e nem da receita inventada por mim naquele almoço de domingo, logo no almoço em que conheceu meus pais. Não se recorda do acorde que aprendi a fazer? Você provavelmente esqueceu.

 E eu que me recordo até do futebol que tentou me ensinar e daquela operação matemática que só não é mais complicada que o nosso amor… Nossa história não era uma incógnita até acabar. Foi o fim que me trouxe tantas perguntas. Será que realmente me amou? E se não, como eu não enxerguei? E se sim, por que eu estou duvidando?

 No meio de todas essas incertezas, eu queria ter direito à última sessão de cinema, ao último roubo do seu casaco só por causa do cheiro do seu perfume. Não suporto a ideia de os seus olhos azuis não brilharem mais por mim e por não serem mais a inspiração das minhas canções. É inadmissível não caminhar na praia toda manhã de sábado acompanhada e não ter para quem compor.

 Isso tudo só não é mais absurdo que chorar e me lamentar por você. Pelas suas atitudes. Por um garoto tão infantil. Esse que você demonstrou ser. Prefiro chorar de saudade a sofrer com tua presença. Seja livre, mas antes, me liberte de você, do seu coração.